quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Ricardo Maffia : CRISTO - O REI ARTHUR - MERLIN : A Maior Saga de Todos os Tempos





O Rei Arthur de fato existiu e nasceu no século IV D.C . Escavações Arqueológicas em Tintagel ( Reino Unido ) comprovaram esta realidade , porem neste artigo não pautarei-me em embasamentos científicos e espero que o mesmo possa ser útil. Na foto acima vemos uma Arte Secular sobre a Távola Redonda em Glastonbury.


José de Arimathéia recebeu orientações específicas do próprio CRISTO para levar o Santo Graal ( O Cálice utilizado na Santa Ceia) para a antiga Bretanha. O Santo Graal é um recipiente formidável das Energias Espirituais ( uma generalização de minha parte). O objetivo era levar este objeto sagrado pois o mesmo já havia sido utilizado desde os tempos de Abraão. Nota-se assim que este objeto sagrado sempre esteve presente em todos os acontecimentos na transmissão da linhagem sacerdotal por excelência. Na foto acima vemos Tintagel atualmente.

O Santo Graal ao chegar à Antiga Bretanha seria e foi um foco para serem transmitidas forças necessárias em prol da evolução do Ocidente. Naquele momento fundiram-se as Tradições Druidas com a essência dos ensinamentos do CRISTO e Patriarcas.

Muitos anos após , surge o reinado do Rei Arthur, que tinha dentre outros objetivos livrar a Bretanha de seus invasores e ao mesmo tempo à maneira da época tornar-se uma influencia para futuros ideais democráticos , por isso o termo Távola Redonda.

O Rei Arthur foi orientado por Merlin sobre a tarefa que viria à seguir. Chega um momento em que há a Demanda pelo Santo Graal e o mesmo chega ao Castelo do Rei Arthur na data de Pentecostes.

O Castelo situava-se em Glastonbury ( Inglaterra atual ) e foi em Glastonbury que José de Arimathéia erigiu a Abadia de Nossa Senhora anos antes. Nota-se também a mescla da do arquétipo feminino da Deusa na Tradição Druida com a genuína Tradição Cristã. 

Foto do interior da Abadia de Nossa Senhora em Glastonbury .

À partir da chegada do Santo Graal no castelo , os Cavaleiros transformaram-se em grandes seres com a Consciência Expandida.
A Foto da Pintura acima é raríssima e foi adqiurida em 1777. Vemos John Dee e Edward Kelly em um contato extraterrestre em Glastonbury , que foi confundido como uma aparição Angélica. Não havia linguagem ou denominações exatas sobre extraterrestres naquela época. Já os Anjos e Arcanjos são Inteligencias Quanticas em patamares evolutivos diferentes , que desenvolvem-se em paralelo à evolução humana.

Interessante afirmar que séculos depois , John Dee ( 1527 / 1609 ), os astrólogo real da Rainha Elizabeth recebeu mensagens codificadas do Arcanjo Gabriel , justamente em Glastonbury , mensagens estas conhecidas como : A Linguagem Enochiana , cujos manuscritos encontram-se no Museu Britânico – Londres. Na realidade não era o Arcanjo Gabriel e sim um contato extraterrestre que John Dee confundiu com um Arcanjo. A Inglaterra deveria ser salva na guerra àquela época contra o Império Espanhol e John Dee foi o cérebro estrategista que recorreu à Linguagem Enochiana. Um vendaval surgiu do nada favorecendo assim a Esquadra Inglesa no ato final da guerra contra o Império Espanhol.Tudo teve início em Glastonbury e há uma forte ligação da Estrela Sírius com a Távola Redonda que me reservarei à não publicar neste artigo. Não confundir a Linguagem ou Alfabeto Enochiano , com publicações recentes  sobre Enoch. Estas publicações , livros , embora sérios , não tem relação alguma com o Alfabeto Enochiano. Faz-se muita confusão por falta de informação correta.* Importante frisar que o Alfabeto Enochiano tem sua própria sintaxe e só um bom entendedor em linguística obterá noções do mesmo. Importante também alertar para não se fazer experiencias com o Alfabeto Enochiano. Há muito perigo e o incauto correrá sérios riscos de desequilíbrio psíquico entre outros perigos.


Em Glastonbury há uma colina em que encontra-se uma espécie de Templo , chamado de TOR em seu cume. No interior desta colina há um labirinto , que escavações arqueológicas recentes , suspeitam seriamente da real existência. Neste labirinto eram realizados Ritos de Passagem. Na foto acima vemos a Rainha Elizabeth sendo recebida em Cerimonia Druídica em Stonehenge e na foto abaixo a Glastonbury - TOR


Nesta colina , a escritora e espiritualista Dion Fortune , entrou em contato com os Superiores Desconhecidos , na década de 30 no século XX e o resultado foi uma obra de grande envergadura : A Doutrina Cósmica. Dion Fortune e A. Crowley auxiliaram a W. Churchill durante os bombardeios sobre Londres na Segunda Guerra Mundial. Dion Fortune chamou as Forças do CRISTO , Merlin , Arthur e Nossa Senhora e A. Crowley a sua maneira , que foi sem dúvida muito eficaz. Detalhe: nenhuma bomba atingiu a Catedral de St. Paul. A estratégia de D. Fortune, a perspicácia e singularidade de A. Crowley mais a genialidade de W. Churchill foi tão sagaz que alem das forças espirituais que defendiam a Inglaterra , conseguiu-se passar mensagens codificadas por supostos espiões nazistas que na realidade eram Ingleses disfarçados , que ao final as V2 estavam atingindo os pastos . D.Fortune e A. Crowley eram aparentemente divergentes em suas linhas de pensamento mas totalmente convergentes em relação à abertura e progresso da Mente e Civilização Humana. Na realidade , reservadamente eram amigos. W. Churchill havia sido Iniciado entre os Druídas. O Símbolo V da Vitória adotado por W. Churchill foi um gesto rúnico , gesto este orientado por A.Crowley ao próprio W. Churchill. A Luz da Távola Redonda e de Camelot fizeram-se presentes novamente durante a Segunda Guerra Mundial. Foi uma chamada a Arthur e Merlin que não ficou sem resposta.

A Tradição Arthuriana , une as Tradições : Egípcias , Druídas e Cristã. Esta síntese é necessária à psique humana , principalmente na época atual.


Se observarmos de vista aérea Glastonbury e as cidades vizinhas notaremos um grande Zodíaco - O Zodíaco de Glastonbury . Dentro deste Zodíaco nota-se a silueta de um Cavaleiro apontando para o Oeste. Torna-se óbvia a semelhança do Zodíaco de Glastonbury com as Linhas de Nazca ( Peru ) , ou seja , o por que de os mesmos serem percebidos somente  por vista aérea. 


Existe uma relação importante entre Merlin , Arthur , CRISTO e Nossa Senhora. Nesta relação poderemos encontrar pistas para um desenvolvimento pessoal/espiritual seguro e principalmente iniciar-se um processo de Redenção que em minhas palavras denomino Salto Quântico do Destino , que abrange todas as áreas da vida para melhor. 


Há resistência por parte de muitos em relação à Nossa Senhora , pelo vínculo à Religião Católica Apostólica Romana , porem a Religião Católica Apostólica Romana independe de religiosos que em nome da mesma cometeram atos do desvario , mas isto não se limita somente à Religião Católica Apostólica Romana , pois se observarmos , muitos integrantes de outras religiões cometeram também atos desencontrados. Uma Religião é uma Idéia Poderosa para inspirar , os religiosos são seres humanos. A Sabedoria está presente em mentes que refletem por si mesmas e não apenas que repetem o que foi dito ou escrito sem uma reflexão lúcida. Na foto acima , vemos um trecho da cidade de Glastonbury.



Durante a Missa da Igreja Católica Apostólica Romana , o Arquétipo do Santo Graal está presente no momento da Sagrada Eucaristia. Na Pintura abaixo: - O Batismo de CRISTO de 1719 por Aert De Gelder , há algo subliminar na mesma que indiretamente lembra o mesmo fato que no futuro ocorreu com John Dee em Glastonbury. Realidades que se entremesclam para a evolução espiritual e progresso da humanidade. Não entrarei em detalhes sobre isto.O Sagrado existe em todos os Níveis da Realidade em todos os Seres do Universo.

Sob o ponto de vista Junguiano , Arthur simboliza a cada um de nós em busca do equilíbrio de nosso próprio Reino , ou seja , nossas Vidas. Merlin , simboliza o Eu Superior ou todo real guia que nos orienta consciente ou inconscientemente em nossa Jornada e para esta Jornada ter sentido é necessária que a mesma se converta em nossa própria Demanda pelo Santo Graal , que é descobrir o nosso propósito nesta existência.

Enquanto não descobrirmos , ficaremos como Parsifal , um dos grandes Cavaleiros da Távola Redonda. Parsifal quis ser um Cavaleiro e em vários momentos teve a oportunidade de perceber a localização e significado do Santo Graal e em um momento culminante de sua busca , ele encontrou o significado e o próprio Graal físico. Parsifal assim levou o Cálice para o Rei Arthur. Foi Parsifal o responsável pela transformação de um corpo de cavaleiros em uma Grande Confraria



Há uma ligação não só espiritual , mas magnética e também com as Linhas Ley entre Stonehenge , que sua construção foi supervisionada por Merlin, Glastonbury , Tintagel , Londres. Em Londres , por exemplo , no local em que foi erguida a Catedral de St. Paul , havia a rocha onde estava enterrada a espada Excalibur, por Uther Pendragon , pai do Rei Arthur. Na foto abaixo vemos a Catedral de St. Paul - Londres ( Reino Unido).



Todos nós , em benefício da exposição poderemos nos encontrar como Parsifal em nossa busca.

Tudo começou na Palestina tendo seu Ápice na Bretanha , depois Inglaterra. Há muita gente , muitos seres humanos , com Sangue , Suor e Lágrimas ( W. Churchill )  que passaram e  passam incógnitos na história de nossa civilização. Tudo está aparentemente desconexo , mas verdadeiramente Interconectado em Tempo , Espaço , Ultra - Realidades , Vidas , na Eternidade e ... mais Alem. A realidade Humana e Universal são complexas em que convivem Mitos , Inteligencias Ultra-existenciais  e o Sagrado. A percepção disto tudo é lenta , gradual , ao mesmo tempo que paradoxalmente rápida atualmente. O desafio é ,  se chegar à esta percepção , ter o cuidado de manter a psique na realidade da existencia pessoal de forma estruturada , com Maturidade Psicológica ao mesmo tempo que Transpessoal  para não se perder a percepção dos deveres  e compromissos do cotidiano pois estes , são realidades bem tangíveis e necessárias, como família , profissão, saúde , relacionamentos e o principal: Consciencia da Lei da Ética e da Gratidão. De qualquer forma mesmo se caírmos , titubearmos , errarmos , vale lembrar de que somos seres humanos , feitos de carne , ossos , sentimentos e errar como se afirma é humano , porem que fique claro que mesmo ao errarmos , ou vermos sonhos frustrados , haverá sempre alguem ou algo para nos compreender ou amparar , mesmo que não o vejamos ou percebamos. O Objetivo é o Propósito da Existencia e a Individuação ou Integração com o Self. Na medida que se percebe o interesse real que advem do Coração à Civilização Humana e o Compartilhar ,esta percepção , este verdadeiro sentir com Discernimento, escoimado de alienações , surgem , aumentam como uma espécie de  necessidade individual , vital . Isto é o Graal. Poder para Servir , cada um à sua maneira.

A História da Saga Arthuriana contem os elementos da Redenção Humana. Sem dúvida a maior e mais emocionante Saga de Todos os Tempos.

Ricardo Maffia

*Importante : este Artigo foi fundamentado em minhas próprias pesquisas e vivencias. Espero que o mesmo possa ser útil a quem le-lo.